Sunday, January 19, 2014

CINE NORMANDIE & Av. Rio Branco

Cine Normandie foi inaugurado em 1953. Pelo que me disseram, era um cinema chic onde se passava principalmente filmes franceses e europeus.
19 May 1953 - 'O milagre da noite' (La nuit s'achève') at Normandie; see the note: Onde Vossas Senhorias costuma estacionar o seu carro, está o Normandie! (Cine Normandie is where you usully park your car!).


Em 24 Novembro 1954, continuava a exibir apenas os melhores filmes franceses. 'O salário do mêdo' (Le salire de la peur) premiado no Festival de Cannes de 1953, com a brasileira Vera Clouzot e Yves Montand.

Quando eu cheguei em São Paulo, no final de 1960, o Cine Normandie ainda era luxuoso, mas tinha mudado de tendência, agora estreando super-produções norte-americanas, como 'Alamo' (The Alamo), que tinha na trilha-sonora 'The green leaves of summer', linda melodia de Dimitri Tiomkin (letra em inglês de Paul Francis Webster) que a petite Wilma Bentivegna gravou para a Odeon, e se tornou sucesso imediato como 'As folhas verdes de verão'.

A United Artists tinha perdido o Cine Ópera, derrubado em 1959, e o Cine Normandie passou a exibir filmes dessa companhia norte-americana.

'Europa di notte' 25 December 1960. 
17 December 1961.
Cine Normandie apresenta 'The Alamo' - 28 Outubro 1961.

OESP news about 'Exodus' being unfavourably shown at 1961's Cannes Film Festival - 7 May 1961. In the same piece says Jerzey Kawaloriwicz's 'Matka Joanna od aniolów' (Madre Joana dos Anjos) made a sensation at the French resort festival. 
Exodus started playing at Cine Normandie on Monday 12 March 1962.
Eva Marie Saint & Paul Newman in 'Exodus'.

Nunca me esqueço o dia que fui assistir 'Exodus' (estreou nos USA em 15 Dezembro 1960) no Cine Normandie. Era um sábado de muito sol. Provavelmente eu fui à sessão das 14:00, pois gostava de pegar a 1a. sessão dos filmes, que daí, passavam corridamente até à meia-noite. 

Saí de casa na rua Simpatia, Vila Madalena, fui até a esquina da rua Fradique Coutinho com a rua Aspicuelta para pegar o bonde no.28, Pça. Ramos de Azevedo. Desci na rua da Consolação, com a rua Maceió, onde os bondes viravam para descer a Avenida Angélica. Ali também trabalhava meu Pai, numa sapataria que ele tinha nos fundos da Clínica de Fraturas Angélica.

Não me lembro a razão de eu ter parado no serviço de meu Pai antes de me dirigir ao Centro. O que mais me vem à memória era o brilho do dia. E pensar que em mais alguns minutos eu entraria na sala escuríssima do Cine Normandie, na Avenida Rio Branco, que naquele 1962 era uma avenida bonita.

Eu não sabia que 'Exodus' era sobre a criação do Estado de Israel. O motivo de eu querer assisti-lo era pela música-tema, que tocava no radio com a Orquestra de Mantovani, e pelo fato do filme ser uma super-produção americana. Eu não perdia nenhuma super-produção de Hollywood.

Um médico que trabalhava na Clínica, talvez seja o dr. Jorge, me inquiriu sobre o filme, mas eu não devo ter dado muito informação, pois aparte de saber que o Paul Newman era o ator principal (tinha lido na revista Cinelândia) eu não saberia muito mais sobre a película. Me lembro também do Sal Mineo fazendo o papel de um jovem judeu. Não me lembro de mais nada do filme. Não foi um filme que ficou na minha memória, e como nunca mais o revi, apesar de ter lido o livro nos anos 90, não me lembro da trama do livro tampouco.

Seja como for, 'Exodus' foi o motivo de eu ter conhecido o Cine Normandie, que ficava do lado contrário onde se situava o Cine Rio Branco, outro cinema luxuoso da antiga Avenida Campos Elíseos.


4 March 1962 - o Estadão de domingo trazia a notícia da inauguração na sexta-feira dia 9 Março 1962 de novíssimo cinema em São Paulo, o Cine Barão, na rua Barão de Itapetininga. No sábado, dia 10 de março, a estreia de 'Exodus' no Cine Normandie, que eu creio ser o dia que assisti ao filme. 

29 Junho 1962.
2 Novembro 1962.
o horror que se transformou o Cine Normandie em foto de 2007. 

Wednesday, January 15, 2014

Rua Xavier de Toledo, Conselheiro Crispiniano


O quarteirão da rua Conselheiro Crispiniano entre a rua Barão de Itapetininga e a rua 7 de Abril nos anos 1950s - era conhecido pela concentração de lojas de fotografia como a Fotoptica, Lutz Ferrando e outras. Nesse trecho passava a linha de bondes para Pinheiros no. 29 e Vila Madalena no. 28.
Rua Xavier de Toledo looking east. September 1947. 
Fradique Coutinho tram car going up Rua Xavier de Toledo towards Pinheiros. September 1947 
same rua Xavier de Toledo in the 2010s.
Rua Xavier de Toledo on the right, Theatro Municipal on the left & Vale do Anhangabaú ahead. Sept. 1947.
This could be 1963, 1964 or 1967. One can see a Simca-Chambord, a Gordini and many VWs parked on the left-hand side. I wish I knew their make-year. See Vila Anastacio bus coming towards us? Busses.
crowd waiting to get into the #28 Vila Madalena tram (streetcar) in the late 1950s.
same view 12 years later... circa 1959.
much earlier... at the turn of the century...
Mappin's building is finally finished in 14 September 1947 (OESP).

Monday, January 6, 2014

1946 BANCO DO ESTADO DE S.PAULO


16 June 1946.

still being built in 1937. 
seen from the stairs that lead to Viaducto Sancta Ephigenia.
1940s.
Banco do Brasil buiding well on its way to the top. It would be completed in 1954.
Banco do Brasil nearly finished.